Instalando o IE4Linux no Fedora

junho 30, 2008

Se você precisa acessar aquelas paginas que só abre no Internet Explorer,

Primeiro,

Reporte o problema ao responsável pelo Website, pois ele não está seguindo os padrões e por sua vez, perdendo uma grande fatia do mercado, que inclui você como mais um cliente. Eles não irão modificar os seus websites se não houver demanda.

Se isso não funcionar, você pode instalar o IE4Linux e assim acessar suas paginas do seu Fedora usando o engine dessa navegador, porém não deixe de reclamar ao responsável por conta dessa possibilidade, pois isso é apenas uma forma provisória e não tem um suporte que Firefox e o Opera têm.

Vamos lá…

Com o usuário root faça:

# yum -y install wine*

# yum -y install cabextract

Agora entre com usuário normal (Muito importante essa parte!)

$ wget http://www.tatanka.com.br/ies4linux/downloads/ies4linux-latest.tar.gz

$ tar zxvf ies4linux-latest.tar.gz

$ cd ies4linux-*

$ ./ies4linux

Eu tive bastante problema na instalação, desde a arquivos corrompidos a informação de bug, sempre que ocorria uma erro eu dava o comando ./ies4linux novamente e ele continuava de onde parou.

Após instalado é somente utiliza com o comando:

$ ie6

Pronto!

Update: De acordo com a EULA da Microsoft, os componentes do IE só poderão ser utilizados se o usuário estive em posse de uma licença. Ou seja, somente utilize esse procedimento se tiver uma licença do SO, pois caso contrário poderá estará infringindo a lei.

Anúncios

A Microsoft disse “O ODF Ganhou”!

junho 20, 2008

A Microsoft disse \"O ODF Ganhou\"!

A “batalha” entre os padrões ODF e OpenXML parece está perto do fim, pois em um evento da Red Hat em Boston o responsável nacional de tecnologia da Microsoft, Stuart McKee disse:

“O ODF claramente venceu. Nós vendemos software para viver. A habilidade para implementar o ODF no meio do nosso calendário de lançamento simplesmente não era possível. Nós poderíamos fazer isso durante o lançamento do Office 2007. Esperamos e estamos comprometidos em fazer mais tradutores [ODF-para-OOXML].”

Agora uma pergunta. Por que eles não param logo essa “idéia maluca” de novo padrão? Não seria mais fácil e esperado seguir algo acordado por todos?

Vamos continuar aguardando a resposta.


Java 100% Livre no Fedora

junho 20, 2008

Sim, foi exatamente o que você viu! O software denominado IcedTea, criado pela Red Hat, baseado no projeto GNU Classpath, para substituir o código proprietário na OpenJDK. Acaba de passar no difícil teste “Java Test Compatibility Kit” (TCK).

Assim podemos concluir que ele tem todas possibilidades de substituir a maquina java da Sun, que ainda não foi liberada por conter código proprietário embutido.

Java 100% Livre no Fedora

Por hora, as unicas distribuições a trazerem o icedTea como default é o Fedora 9 e o Foresight Linux (Valeu Ogmaciel) , porém nada impede que outras distribuições venha a agregar mais essa melhoria em suas distribuições.

Parabéns Red Hat!

Java 100% Livre no Fedora

Fonte


Baixe seu certificado do Download Day

junho 19, 2008

Agora que já batemos o recorde com mais de 8 MILHÕES de downloads em 24 horas, podemos baixar nosso certificado para provar nossa contribuição com esse feito. Baixe o seu aqui.

Eu baixei o meu! Olha só!

Baixe seu certificado do Download Day

Fonte : Valeu Doria!


Quer trabalhar na Safernet?

junho 13, 2008

Se você é um profissional a procura de emprego, tem interesse em interagir com a comunidade de Software Livre e queria aliar as duas coisas. Essa é sua chance, mas nesse caso precisa ser um desenvolvedor.

Quer trabalhar na Safernet?

Como está no próprio site da organização:

“A SaferNet Brasil é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, que reúne cientistas da computação, professores, pesquisadores e bacharéis em Direito com a missão de defender e promover os Direitos Humanos na Sociedade da Informação no Brasil.

Através da Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos, operada em parceria com o Ministério Público Federal, oferecemos à sociedade brasileira e a comunidade internacional um serviço anônimo de recebimento, processamento, encaminhamento e acompanhamento on-line de denúncias sobre qualquer crime ou violação aos Direitos Humanos praticado através da Internet, tudo dentro dos mais rígidos padrões técnicos e operacionais fixados pelos organismos de padronização e certificação internacionais.”

Ou seja, uma ótima oportunidade de emprego para aqueles que tem interesse em ingressar nesse mercado de trabalho!

Segue abaixo o perfil solicitado:

Estagiário DBA / Programador Perl

Vaga para estagiário DBA com programação na linguagem Perl em Salvador-Bahia pelo período mínimo de 01(um) ano.

Descrição

A SaferNet Brasil (http://safernet.org.br) é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, que reúne cientistas da computação, professores, pesquisadores e bacharéis em Direito com a missão de defender e promover os Direitos Humanos na Sociedade da Informação no Brasil.

Para tornar nosso trabalho possível, desenvolvemos novos softwares ou customizamos softwares livres. Agora nós precisamos de um estagiário com perfil misto entre DBA (administrador de base de dados) e programador, para que seja capaz de dar manutenção em scripts feitos na linguagem Perl e de criar novas bases de dados para solucionar problemas sob demanda.

Se você mora em Salvador; faz faculdade em ciência da computação, sistemas de informação, ou cursos correlatos; tem conhecimentos avançados em administração de banco de dados e gosta de hackear códigos interessantes, essa é uma grande oportunidade.

Habilidades Requeridas

  • Debian GNU/Linux (nível usuário)
  • Modelagem de Banco de Dados
  • Administração de Bancos de Dados MySQL e PostgreSQL
  • UML
  • Fluência em orientação a objetos em uma ou mais das três linguagens de programação: perl, python, ruby
  • Língua Inglesa (leitura e escrita)
  • Comprometimento e Responsabilidade

Habilidades Desejadas

Habilidades desejadas mas não obrigatórias:

  • Domínio da língua inglesa para interação com comunidades de SL estrangeiras
  • Interesse e envolvimento com a comunidade de Software Livre
  • Desenvolvimento e/ou administração de bancos de dados para Web
  • Conhecimento sobre uso de controle de versões (SVN) e documentação de software
  • Conhecimento sobre metodologias ágeis de desenvolvimento de software
  • Experiência com Request Tracker
  • Uso do TWiki
  • Uso do CPAN

Regime

  • Carga horária: 20 horas semanais com horário flexível
  • Bolsa-auxílio: entre R$420 e R$650; de acordo com o nível de experiência do candidato.
  • Possibilidade de contratação e aumento da remuneração.

Candidate-se!

Envie seu Curriculum por e-mail para contato@safernet.org.br com o assunto “Estagiário DBA/Perl – {Seu Nome}” até 25 de Junho de 2008

Ou seja, ainda tem tempo! Quem ficar interessado e tiver os conhecimentos, não deixe de mandar seu e-mail!

Fonte:


Por que ainda não ganhamos?

junho 6, 2008

Muito foi dito depois de eu divulgar que mesmo depois do governo assinar com a Red Hat, a comunidade baiana não estaria ganhado a “luta” que iniciou com a reação ao protocolo com a Microsoft.

Sei que pareço uma pessoa inconformada em uma visão mais ampla, porém o post foi para informar que AINDA não ganhamos. A “parceria” com a Red Hat é um GRANDE passo, mas não é a conclusão do processo.

Por que ainda não ganhamos

Como falei no post passado, a Red Hat é um ótimo exemplo da empresa a se estabelecer parcerias com o Governo. Claro que deve ser avaliado todas os problemas juridicos que essa parceria implica, mas isso é outro assunto.

A Red Hat sim é uma empresa que presa o desenvolvimento do estado. Ela participa de todo ciclo colaborativo e retorna para a comunidade o fruto do seu esforço, pois todo conhecimento é livre. Acredito que o protocolo proposto seria seguido pela Red Hat e não pela outra companhia.

Em todo caso, não podemos deixar de atentar para o que solicitamos ao governo. Um Política clara de Software Livre na Bahia. A parceira por sí só não vai trazer isso para Bahia. Como citei no post anterior, é necessário capacitação, suporte e desenvolvimento por parte do governo. Muito já foi feito, como podemos ver com o projeto Berimbau Livre e afins. Precisamos apenas “arrumar a casa” e continuar.

Faltou o elogio no ultimo post não foi? Parabéns Governo da Bahia, mas temos que continuar a trabalhar. Vamos construir juntos essa “Bahia e todos nós”.

Como diz meu amigo Vicente “Vamo que Vamo”


Wagner disse não as drogas?

junho 6, 2008

Sim e não. Meio complicado essa resposta hein? Mas vamos lá.

No que se diz optar por uma solução livre a ser colocada no governo, sim, pois já foi citado em todas reuniões que participei que essa é a solução do governo, porém no que tange o protocolo assinado com a Microsoft, nada foi feito para nega-lo. Pelo contrário, foi dito que era para atender uma demanda de mercado e afins. Sinceridade? Pura besteira!

Quando falamos sobre politica do Brasil, é comum o termo agradar a “Deus e o Diabo”. Isso fica claro na atual ação tomada pelo Governo. Amanhã será assinado mais um protocolo de intenções, agora com a Red Hat Brasil. Ganhamos? NÃO! Lembra o que pedimos na nossa reação? UMA POLÍTICA CLARA sobre utilização de Software Livre no Estado. Um protocolo de intenções com uma empresa, mesmo sendo ela conhecida por usar e colaborar ativamente com a comunidade, não é prova de resultado do nosso pedido.

Que fique bem claro, que não tenho problema contra essa assinatura, já que não irá gerar nenhuma dependência do governo com solução X ou Y. Os produtos da Red Hat poderão estimular o intelecto regional. Uma vez que a contribuição da sociedade será revestida na própria comunidade baiana.

A Red Hat patrocina o Projeto Fedora, que tem como representação nacional o Projeto Fedora Brasil. Eles fazem um ótimo serviço em tradução, desenvolvimento, correção de bug, artwork e suporte a usuários. Posso dizer que Fedora e Ubuntu são os campeões de novos adeptos do Gnu/Linux.

Wagner disse não as drogas?

Agora o ponto da questão é a politica clara. Com capacitação, desenvolvimento e afins. Ou seja, realmente trabalhar com essa ferramenta, que é rica em possibilidades de desenvolvimento do intelecto humano.

Se me perguntar, ganhamos? Eu digo, ainda não.

Para quem não acompanhou essa historia, tudo começou com a assinatura. Então fizemos nossa reação, houve a audiência publica para discuti o assunto, saímos com os resultados. E agora a assinatura do protocolo com a Red Hat. Vamos ver a próxima ou fazer acontecer?

Amanhã estarei na assinatura, volto com os resultados.

PS: Acho que será transmitida Online, porém não sei onde. Se eu souber, postarei aqui.

Vai ser transmitido nesse site.