Boas notícias para o Software livre na Bahia!

Hoje,

Em reunião com:

João Cassino – Cobra Tecnologia
Antonio Terceiro – Associaçao do Software Livre (ASL)
Rafael Gomes – Projeto Software Livre Bahia
Alisson Sousa – Projeto Software Livre Bahia
Vicente Aguiar – Projeto Software Livre Bahia
Bruno Moura – Prefeitura de Camaçari
Álvaro Santos – Gestor de TIC do Governo da Bahia
Adhvan Furtado – Gestor de TIC do Governo da Bahia
Diógenes Filho – SECTI / CMO
Murilo Costa – SEFAZ / DTI
Marcus Senna – DTI
Dilson Santos – SERPRO
Isabela Piva – SEI
Marcos Benjamin – SERPRO
Luciano Barreto – UFBA

PS: Os outros que não estão nessa lista, mas apareceram me desculpe. Ainda não estou com a lista de presentes. Essa foi divulgada no convite que recebi. (Obrigado Diógenes!!!)

Tínhamos com assunto principal:

“Software Livre – comunidade do Governo Federal e baiana da área”

Sendo assim Alvaro, como solicitante da reunião, iniciou falando sobre as iniciativas do governo e qual impacto delas na comunidade baiana. De certo modo, explicou a assinatura do protocolo se deu origem para suprir uma demanda de mercado. Eu não concordo, mas a reunião não tinha como foco esse debate e resolvi não me ater a esse detalhe.

Sendo assim continuamos pelas iniciativas do governo e nos foi apresentado o Fortic (Fórum de Gestores de TIC do Governo da Bahia). Que a partir desse fórum é criado grupos de trabalho para atuações especificas. Tal como :

* Software Livre (Falaremos dele mais abaixo).

* Comprar de TI – Um grupo de trabalho somente para coordenar as iniciaticas de compra de TI. Acho que é proveitoso se não servir para engessar o processo de compra, mas não vou entrar em detalhes agora.

* Capacitação de Gestores – Ótimo! Chegamos a um belo ponto. Não adianta nada programa de capacitação dos usuários, se seus gestores não tiverem alinhamos com os processos que serão utilizados. Acredito que um treinamento diferenciado deve ser disponibilizado para essas pessoas, mas novamente, não entrarei muito nesse detalhe.

No grupo de SL, tinha três representantes, tendo como Coordenador o Marcus Senna Diógenes Filho. Que nos explicou as atuais ações do grupo:

* Criação de pesquisa com profissional de TI em SL dentro do estado (Com 4 perguntas).

* Criação de pesquisa com gestores de TI em SL dentro do estado (Com 4 perguntas).

* Criar um guia de migração do estado, com base no guia federal.

Nesse momento, o presidente da Prodeb, Elias, solicitou ao grupo que fosse elaborado uma politica de software livre no governo da Bahia. E também se colocou a disposição em ajudar o grupo no que fosse necessário.

Por fim, conversando com os integrantes do grupo. Pude perceber que essa reunião foi extremamente proveitosa, pois possibilitou um maior “fôlego” para o eles.

Porém algo que foi dito pela comunidade e sempre iremos dizer. Cadê a integração com a comunidade? Nem sabíamos da existência desse grupo! Custava muito dizer todas essas iniciativas, poupava muitos questionamentos.

Cobrei do Marcus uma interface para que a comunidade atue nesse grupo de software livre do governo da Bahia. Ele me prometeu disponibilizar isso assim que os projetos caminharem, porém podemos acompanhar e opinar via blog do fortic.

Acredito que essa reunião foi bastante proveitosa, porém fico com um “pé atrás” quanto a essas decisões. Poderei falar realmente quando estiverem efetivamente “andando”. Em todo caso já temos uma boa decisão.

Agora temos total noção de quem está “encabeçando” o projeto de SL dentro do Governo, iremos cobrar a eles as decisões.

Se eles pensam que iremos ficar “por aqui”. Eles estão enganados. Nos como comunidade temos que pressionar o governo para que haja ações de suas palavras. Não podemos apenas ficar no falatório quando há muita coisa a ser feito.

Nossa audiência publica ainda está marcada e iremos demonstrar nossa opinião, lá sim será o dia em que debateremos sobre esses assuntos. Vamos mostrar qual nossas propostas e efetuar nossos questionamentos. Eu mesmo tenho algumas perguntas a serem feitas. Que precisam de respostas.

Para não perder o costume…

Wagner! Diga não as drogas!

Boas not�cias para o Software livre na Bahia!

Vamo que vamo…

7 respostas para Boas notícias para o Software livre na Bahia!

  1. terceiro disse:

    s/Marcus/Diógenes/

  2. Valessio disse:

    s/Vagner/Wagner/
    😛

  3. Marcus Senna disse:

    Caro Rafael,

    primeiramente gostaria de esclarecer que, embora faça parte do GTSL (Grupo Técnico de Software Livre), não sou o responsável por ele, e sim Diógenes, da SECTI.

    Escrevo aqui não em nome do grupo, da SEFAZ, da DTI (Diretoria de Tecnologia da Informação), nem da Gerência pela qual sou responsável, a de Atendimento ao Usuário, mas como profissional de TI que, há aproximadamente dois anos, teve (novo) contato com o Linux, gostou do que viu, e até hoje usa.

    O GTSL é um grupo de adesão voluntária, composto de Coordenadores de Modernização, gerentes e profissionais dos diversos órgãos do governo, que não possui dedicação exclusiva por parte de seus membros. Eu, particularmente, tenho que me dividir entre inúmeras atividades que tenho à frente da gerência, que presta serviços para o usuário interno da SEFAZ, e a participação em dois grupos técnicos (o de software livre e o de contratação de TIC). Eu mesmo já pensei, por diversas vezes, em sair do grupo por absoluta falta de fôlego.

    Uma coisa posso garantir, contudo: se depender da minha vontade, o projeto de software livre no governo vai vingar. Sou um dos poucos (ainda, espero) que lutam para difundir o uso de software livre na secretaria. Estou tentando montar uma equipe de técnicos que ficará exclusivamente dedicada à adoção de software livre. Não será, obviamente, uma tarefa fácil. Além da resistência natural dos usuários, na própria área de TI enfrentamos o ceticismo de colegas. Mas acredito que, com os recursos necessários e com o apoio da comunidade, poderemos disseminar de forma mais efetiva a cultura de uso do software livre na SEFAZ e no governo.

    Atenciosamente,

    Marcus Senna.

  4. Rafael Gomes disse:

    Marcus,

    Então o Diogenes me entregou o _seu_ cartão de visita, e assim, acabei confundindo as coisas, mas está corrigido agora!

    Sendo assim também espero que apenas não seja uma _boa notícia_ apenas, mas um primeiro passo para o avanço da Bahia com o SL.

  5. Marcus Senna disse:

    Rafael,

    fui eu mesmo que entreguei o cartão. Acho que Diógenes estava sem o dele.

    Tenho a mesma expectativa que você. Infelizmente a velocidade dos passos no setor público não é tão rápida quanto a gente gostaria. Mas mesmo devagar a gente chega lá.

  6. Rafael Gomes disse:

    Marcus,

    Exatamente. O governo anda a passos lentos. Pelo menos o brasileiro. Enquanto isso as tendências vêm e vão. Deixemos esse problema para outro debate. rs

    Mesmo assim estou entusiasmado com a nova informação. Ao menos temos uma iniciativa no governo. Acredito que se der a devida abertura a comunidade civil, acredito que possamos acelerar um pouco os passos. Podemos prover informações valiosas que demandariam dias.

    Sendo assim, acredito que o Fortic poderia se aproximar mais da comunidade SL. Acredito que ambos lados (se é que posso chamar assim) ganhariam, pois evita o retrabalho. O que acha disso?

    Até mais meu caro!

  7. Della disse:

    I love this site so so so much🙂 Cool site!!,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: