Leia agora o protocolo de intenções

Para aqueles que estavam ansiosos para ler o protocolo de intenções assinado pelo Governador da Bahia e o Presidente da Microsoft Informática LTDA (Filial brasileira), segue nesse link o documento na integra. Como é um documento que deveria ser publico. Conseguimos um jeito de encontrá-lo para então divulgar para comunidade baiana. Que estava muito preocupada com o seu teor.

Para resumir, posso dizer que o documento é bastante evasivo, assim como a maioria dos argumentos dos atuais políticos. Em uma analise rápida, pude retirar algumas pequenas piadas:

O documento já inicia duvidando do nosso conhecimento sobre a política de negocio da Microsoft. Qualquer adolescente de 18 anos sabe “como as coisas funcionam”.

“Considerando:

que a MICROSOFT é uma empresa que possui o compromisso de contribuir com o
desenvolvimento do país através da valorização da propriedade intelectual e do potencial
humano;

que o ESTADO possui o interesse em proativamente apoiar e participar das iniciativas
propostas neste Instrumento…”

Como minha mãe sempre diz, “ou o governo é cego ou se faz de besta”. Ou pior, pensa que besta somos nos.

As piadas não acabam por ae.

Dentre as ações que a Microsoft poderá fazer, temos:

“disponibilizar gratuitamente para todos os alunos das escolas estaduais um e-mail
com domínio a ser definido pelo Estado, na hipótese de haver estrutura técnica
que possibilite a implantação da solução Windows Live @Edu;”

UAL! Precisava de protocolo para isso? Será que eles conhecem o Gmail e Yahoo Mail?

Sem contar que os seguintes pontos das suas ações somente servem para consolidar sua atuação no estado e nenhum interesse tem além disso. Tal como:

“divulgar e realizar uma seletiva estadual do Programa Microsoft denominado
Imagine Cup entre os alunos das escolas públicas e privadas do Estado;”

“instalar um laboratório de Interoperabilidade em parceria com a Universidade
Federal da Bahia com o objetivo de desenvolver projetos focados na co-existência
entre a plataforma Microsoft e soluções de código aberto;”

O Governo vai “bancar” um laboratório para evolução de um produto de uma empresa estrangeira? Onde está o “papo” de desenvolvimento do intelecto do estado? Era disso que eles estavam falando? Tsc Tsc Tsc.

Enquanto nós estamos aqui discutindo uma “idiotice” dessas, Os Paises na Europa mostra como é realmente a política de valorização do dinheiro publico. Negando a atualização de suas licenças para o vista e ainda solicitando que a Microsoft trabalhe no avanço do seu suporte ao ODF e não sugestionar o padrão “pseudo-aberto” para a comunidade.

Quer ler o documento divulgado por eles? Veja nesse link.

E para não perder o costume, segue abaixo o desenho de nossa campanha de combate as drogas na Bahia.

Leia o protocolo de intenções

2 respostas para Leia agora o protocolo de intenções

  1. curioso disse:

    Vem cá…E o quê vai apresentar uma solução ao governo do estado ? Vai ser alguma empresa que trabalhe com o linux? Eu não consigo imaginar o estado trocando a microsoft por um “grupinho bem intencionado”.A mandriva vai participar ou a slackware,diretamente disso ?

  2. Rafael Gomes disse:

    Meu caro Curioso,

    Pelo seu comentário percebesse a sua total falta de informação sobre o assunto. Não estamos aqui discutindo qual será a empresa que dará suporte ao governo e sim a solução a ser utilizada. Na verdade a que NÃO será.

    Estamos lutando em favor da nossa liberdade, pois o recurso que será utilizado para manter a MS na nossa infra é alto. Só quem não quer ver, diz não enxergar esse ponto.

    Acredito que seu comentário foi fruto de um devaneio inútil e não necessitava de minha resposta, mas resolvi responder. Não te ofender, mas para servir como resposta para todos outros que pensam semelhantes a você. Que pensa que tudo existe um lado sugando e o outro disposto a fazer o mesmo.

    Não! pode parecer útopico, mas estamos aqui para que o governo tenha uma infraestrutura livre, que dependa apenas de sua vontade para que se mantenha atualizada e segura.

    Amigo, sei que pareço meio grosseiro nas palavras, mas não me leve a mal. Sei que você também é vitima dessa alienação, sei que é difícil ver o que estou falando, mas enquanto não tiver argumentos para um debate, por favor, não se pronuncie.

    Tente ler o assunto desde o inicio e então comece a criar o seu argumento.

    Obrigado pela visita.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: