Conselho de Informática? Veja por que eu digo NÃO!

Primeiro, digo não, para o decreto proposto, não para idéia de organizar a classe.

Para os que desconhecem essa proposição de decreto. Segue nesse link o qual foi proposto pelo Deputado Expedito Júnior e segue no “processo” de votações.

Conselho de Informática? Veja por que eu digo NÃO!

Como não sou um entendido (Pareço até o Wagner assim :P) não vou me ater a detalhes jurídicos (Se é que eles existem).

Na justificativa descrita no fim do documento temos alguns explicações um tanto quanto contraditorias ao que foi proposto dentro do decreto.

“Com as normas aqui propostas, pretendemos tornar livres as atividades de informática, compatibilizando a legislação com a realidade tecnológica em que vivemos. Realidade esta que colocou nas mãos do usuário do computador a possibilidade de desenvolver seus próprios programas e de se conectar com o mundo, com todas as implicações daí decorrentes.”

Tornar livre? Com esse item?

“Art. 22. Todo profissional de Informática, habilitado na forma da presente Lei, para o exercício da profissão, deverá inscrever-se no Conselho Regional de Informática de sua área de atuação.”

Deverá? onde isso torna alguém livre?

Ok, muitos irão dizer, mas é somente ir se registrar não é? Não que eu concorde com o cadastramento, mas vamos lá.

“Art. 2° Poderão exercer a profissão de Analista de Sistemas no País:

I – os possuidores de diploma de nível superior em Análise de Sistemas, Ciência da Computação ou Processamento de Dados, expedido por escolas oficiais ou reconhecidas;

II – os diplomados por escolas estrangeiras reconhecidas pelas leis de seu País e que revalidarem seus diplomas de acordo com a legislação em vigor;

III – os que, na data de entrada em vigor desta Lei, tenham exercido, comprovadamente, durante o período de, no mínimo cinco anos, a função de Analista de Sistemas e que requeiram o respectivo registro aos Conselhos Regionais de Informática.”

E aqueles profissionais com 4 anos e meio que são parte integrante do desenvolvimento e inovação da sociedade como um todo? Aqueles que não fizeram e nem querem ingressar em uma Faculdade/Universidade? Meus pêsames para eles? NÃO!

Mais dinheiro para o Governo? SIM!

“Art. 20. Constituem renda dos Conselhos Regionais de Informática:

I – anuidades cobradas dos profissionais inscritos;

II – taxas de expedição de documentos;

III – emolumentos sobre registros e outros documentos;

IV – doações, legados, juros e subvenções;

V – outros rendimentos eventuais.”

Será possível que tem tanto problema de um “não analista” não exercer essa função? Vai gerar impacto na sociedade? Vai SIM!

Dados retirados do site pls607:

“Para refrescar a memória de algumas pessoas que acham que apenas os formados em Ciência da Computação teriam direito a trabalhar com Computação:

* Brian Kernighan – Um dos criadores da linguagem C, da linguagem AWK, e de vários utilitários do Unix original. Formado em Engenharia Física. Doutorado em Engenharia Elétrica.
* Dennis Ritchie – Um dos criadores da linguagem C e do Unix, e grande contribuidor do Plan9. Formado em Física e em Matemática Aplicada.
* Donald Knuth – Pai da análise de algoritmos. Criador do TeX, grande escritor e professor de Ciência da Computação. Formado em Bacharelado em Ciências. Doutorado em Matemática.
* Andrew S. Tanenbaum – Criador do MINIX, grande escritor e professor de Ciência da Computação. Formado em Física. Doutorado em Física.
* John von Neumann – Pioneiro da computação. Formado em Engenharia Química. Doutorado em Matemática, Física Experimental e Química.
* John Backus – Criador da linguagem FORTRAN, e um dos desenvolvedores do padrão da linguagem ALGOL. Curso superior incompleto em Química. Teve treinamento em Medicina pelo exército. Mestrado em Matemática.”

Está claro? O problema não é a idéia do que vai ser feito e COMO vai ser. Temos que ficar atentos!

About these ads

22 respostas para Conselho de Informática? Veja por que eu digo NÃO!

  1. [...] mais velho pode ser mais sabio ‘Linux is a platform for people, not just specialists’ Conselho de informatica? Veja porque eu digo NÃO! (esse país e suas regulamentações… ) Usuarios da internet estao mais egoistas vivem [...]

  2. Kleber disse:

    Boa tarde;

    Você provavelmente é uma pessoa desinformada e não sabe o mal que a falta de um conselho faz aos PROFISSIONAIS da área. Pela falta de um conselho CURIOSOS passam a exercer a função, sem um nivel aceitavel de conhecimento. Estes CURIOSOS aceitam trabalhar por qualquer “MERRECA”, desvalorizando a PROFISSÃO. Visto que são apenas CURIOSOS e não estão recebeno mais do que o merecido por eles. Estes CURIOSOS também fazem diversas ASNEIRAS, pela sua falta de preparo profissional, técnico e acadêmico; fato que descredibiliza a PROFISSÂO.

    PENSE BEM NA PÉSSIMA CAMPANHA QUE ESTÁ FAZENDO!

  3. Kleber disse:

    ERRATA!
    Boa tarde;

    Você provavelmente é uma pessoa desinformada e não sabe o mal que a falta de um conselho faz aos PROFISSIONAIS da área. Pela falta de um conselho CURIOSOS passam a exercer a função, sem um nivel aceitavel de conhecimento. Estes CURIOSOS aceitam trabalhar por qualquer “MERRECA”, desvalorizando a PROFISSÃO. Visto que são apenas CURIOSOS e não estão recebendo mais do que o merecido por eles. Estes CURIOSOS também fazem diversas ASNEIRAS, pela sua falta de preparo profissional, técnico e acadêmico; fato que descredibiliza a PROFISSÂO.

    PENSE BEM NA PÉSSIMA CAMPANHA QUE ESTÁ FAZENDO!

  4. Rafael Gomes disse:

    Você leu o texto todo ou somente o título?

    Veja que mostro no texto que não é bem assim que as coisas funcionam. Uma faculdade não atesta em NADA a capacidade do profissional.

    Esse tipo de atitude é mais uma medo quanto ao mercado atual e não propriamente uma revolta aos “curiosos”. Como se para trabalhar fosse necessário desenbolsar “rios de dinheiro” quando você já é capaz de fazer aquilo.

    Quanto a qualidade dos profissionais, isso cabe as empresas que contratam todo tipo de mão de obra para seus serviços e posteriormente receberão seu retorno.

    Empresas sérias contratam pessoas sérias e tem um RH que é responsável de fazer isso, não é o fato de ser certificado disso ou daquilo que irá provar nada…

    Por fim, não estou fazendo campanha alguma, apenas demonstrando a minha opinião.

    • Michelister disse:

      Se a faculdade não atesta nada porque exigem que os professores tenham nível superior e pós graduação e em universidades federais exige-se até mesmo Mestrado…
      Onde esta a liberdade de ensino?
      Digo isto porque o mesmo conceito se aplica a tecnologia da informação….
      Esta jogando contra a área.

  5. Kleber disse:

    Você não merece resposta!

  6. Rafael Gomes disse:

    Desculpa por não pensar igual a você, mas na sociedade é assim mesmo, nem todo mundo pensa igual, mas se você mostrar fatos e argumentos podemos entrar em algum acordo. Caso contrário, continuo achando a mesma coisa.

  7. Kleber disse:

    Qual a sua formação?

  8. Kleber disse:

    Infelizmente vc atira em seu próprio pé!

  9. Rafael Gomes disse:

    Kleber.

    É apenas uma questão de opinião, se puder argumentar, podemos construir um pensamento maduro, caso contrário será apenas esse debate inútil.

  10. onptiee disse:

    Type your comment here.
    Olá
    Nós estamos com a ordem nacional dos profissionais e técnicos industriais em eletroeletrônicos do brasil onptiee,cnpj 00379398000119,temos como objetivo de ser-mos verdadeiramente a ordem dos profissionais em eletroeletrônicos, aja que temos nossa profissão regulamentada pelo decreto Federal 90.922/85 de 06 de fevereiro de 1985,Lei federal 5.524/68 de 05 de novembro de 1968,pra cumprir o estatuto
    junto com a referida Lei e necessário uma lei que reconheça e de competência
    para a execução do regulamento do decreto citado a cima,citando o nome da ordem assim passará ser conselho da ordem,para isso é necessário a união da categoria no sentido de formar o maior número possível de associados para que possamos ser uma entidade reconhecida por lei de utilidade pública para fins de coordenar fiscalizar e unificar,como conselho a engenharia trava em todo sentido ,,já tentamos sem sucesso, porque? temos a profissão de técnicos industriais regulamentada,só falta a lei de reconhecimento do nosso estatuto dando nós a competência de cumprir a lei 5.524/68 junto com seus estatutos legalmente constituídos,,quando então transformamos e passamos a ser conselho federal da ordem dos profissionais e técnicos industriais em eletroeletrônicos do brasil-onptiee,,para isso precisamos de maiores números de associados para que posamos solicitar o regulamento dos estatutos,acrescido a fiscalização do exercício profissional.

    temos como objetivo de ser-mos uma entidade que distribui renda entre os associados,hoje temos 69.000mil associados,com 5.901 ativos que paga mensalmente em dia ,nossos profissionais ativos recebe seguro de vida em grupo,assistência jurídica ,cartão bônus descontos,certificado de profissional técnico autorizado,carteira de técnico autorizado,e mais 20% por cento em dinheiro sobre o total de seus indicado ativos dos quais enquanto eles estiverem ativos a ordem paga todo mês referente os ativos indicado pelo técnico ,ou operador de informática.

    estamos sempre para tirar qualquer duvida em relação a conselho
    salientando dizer que o conselho de engenharia não possui autorização em lei pra fiscalizar os técnicos industriais,,eles criaram várias resoluçôes,pelo plenário da câmara de engenharia a fim de cobrar e somar valores em seus cofres,, a legislação deles é respectivamente para engenheiros arquiteto e agrônomo,em seus artigos da lei 5.194/66 de 24 de fevereiro de 1966 nunca fez constar técnicos em eletrônica informática,telecomunicação,as prestação de conta ao tribunal de conta da união nunca é mensionado valores advindo de técnico em informática e ou eletrônica,ou telecomunicação,porque não corresponde a sua razão social respectiva,porque esses associados são livre pra optarem.

    os interessados a si cadastrarem pode si cadastrar em nosso site:www.onptiee.com.br,,e nos enviar cópia rg,cpf,conta luz e uma foto 3×4

    com isso você esta colaborando pra mais rápido esta regulamentado para execução do decreto 90.922/85 dentro do seus limite .

    Nosso site: http://www.onptiee.com.br

  11. Evandro disse:

    Essa sua campanha é um LIXO cara porque eu não posso abrir uma farmacia, ser um dentista, um medico, um adv, só informatica que qualquer mane pode trabalhar e isso so leva para baixo o salario de todo mundo.

  12. Adriano disse:

    olha acredito na necessidade de regulamentar, um conselho, eu moro no interiorsão nao tenho um pingo de vontade de morar em grandes centros(onde ha varias oportunidades na area), so que os profissionais aqui no interior sofre com falta de uma legislacao desse tipo pq os curiosos arrebentam com tudo por aqui.gostaria tb de salientar que o pessoal citado acima, foram praticamente os pais da informatica e vale tb lembra que a computacao é derivada da matematica e nada mais justo que os caras que eram fisicos e matematicos desenvolvesem sistemas.

  13. Fernando Sancho disse:

    Primeiramente, sou a favor de ter um concelho para área sim, faculdade não capacita ninguém, mais da DIREITO a quem concluir poder exercer a PROFISSÃO, digna e escolhida, como todas outras.

    Em toda a minha experiência profissional já me deparei com todo tipo de abuso na área como um advogado programador (Me pergunto é justo eu não posso ser químico), ou melhor os que se dizem técnicos sem conhecimento (cientifico/acadêmico) nenhum, lesando o público, agora observe 70% dos custos em informática são gasto manutenção, se tem manutenção foi porque não foi bem feito, se não foi bem feito é porque quem fez não sabia fazer…

    Agora vamos deixar o pessoal da área informática decidir, pois só quem sofreu 4 anos, numa cadeira de universidade sabe o que é!

    Minha formação é Bacharelado em Ciência da Computação.

  14. Presado companheiros:
    Na qualidade de presidente da Onptiee do Brasil-ordem nacional dos profissionais e técnicos industriais em eletroeletrônicos de brasil,é uma entidade que tentou instituír a ordem do conselho Fedderal dos técnicos em eletroeletrônica do brasil,com abrangencia da eletricidade a informatica e telecomunicações,através da Lei Federal instituída pelo presidente da República FHC que tornava veridico no artigo 58 da Lei 9.649/98 a liberdade dos conselhos dotado de personalidade jurídica de direito privado de forma federativa,instituido até 10 de outubro de 1997,para adequar seus estatutos,a privatizaçâo os de direito público com autorização legislativa,deixando livre o exercicio da profissâo a organização profissional conforme os termos do artigo 5º inciso XIII da CF.por deparar-mos com uma lei inconstitucional,vedo,a possibilidade de continuar-mos tentando organizar os profissionais assim como fez a OAB. que só em 1994 pela Lei 8.906 que foi amparado por leide reconhecimeto.depois de vários anos.pois deixamos de exercera função de tentar organizar a categoria,por tal controvérsia inconstitucional na lei.pois em relação ao conselho federal de informática;digo com bastante propriedade.CREA nâo deixa passa qualquer projeto que venha regulamentar e organizar os profissionais de nível médio,pra isso eles baixaram uma resolução de nº 218 pra contribuir com aquela instituiçâo alegando que toda área técnica e profissionais de curso básico sâo profissionais de sua competência e organização.porisso que demais conselhos nunca sairá do papel,,e si sai tem que ser orgâo do crea,ou seja a responsabilidade técnica em todo sentido técnico tem que ser do cres.ou seja dificiomente passará qualquer projeto em relação a técnologia,segurança damesma área em fim.só a exemplo engenheiro eletricista nâo tem lei especifica reguçlamentando o mesmo.mais a resolução 218/79 com base namesma que regula os Eng. eletricista e toda área técnica.entanto o projeto de regulamentar profissionais de informática só passa. si entrega oprojeto de mâo beijada pro crea.ai eu nâo duvido nada.mais,Mais o companheiro que écontra que diz nâo ao conselho de informática,pode fica sucegado porque é um projeto que a anos que vem tentando mais o lóbio nâo permitem.
    pode ficar sucegado que a profissâo de técnicos eprofissionais em eletro eletrônica informática,telecomunicaçâo,eletrotécnica em toda essa massadeprofissionais nunca vâo ser regulamentado especificamente,porque caso isso aconteça como fica arrecardação do creia por partes associativa dessesa profissionais.os mesmos continua e vaI sempre ocupar espaços junto com os curiosos profissionais que vem dando prejuízo aos profissionais sérios quie estuda uma profissâo pra dela tirar seus sustentos.pra o colega ver. nunca o creia fiscalizou ninguém dessas áras porque? porque nâo tem lei que lhe ampara específicamente a esses psrofissionais,que sâo milhès de profissionalizados e técnicos e déz mihôes de picaretas que nunca foi a uma escola de aprendizado profissional me diga quantos receberâo auto de infraçâo? pois amigo nem esquenta a cabeça que nunca vai existir conselho de informática,o que vai existir é sindicato ´pra força osmesmo ficar filiado a eles.nós somos a OrdemNacional da Categoria dessas áreas,mais nâo cobramos nada de nenhum profissional filiado.Porque o crea nos processou criminalmente só porque um associado entre 143 mil pagou uma parccela de 52,00 antes da decisâo por julgamento de incontitucionalidade do artigo 58 da Lei 9.649/98.depois da penalidade imposta como estelionato porque apenas um dos cadsstrados correu na agência e depositou 52,00 . esse valor o técnico foi induzido á denuncia junto apolicia Federal.por ter sua razâo social mensâo conselho.registrada pelo cartório que por si deve sabe o que pode ou não registrar na quele orgâo.pois a diretoria foi condenada em dosis anos e quatro meses em prestação de serviço público,por controversia dolegislador que legislou um artigo incostitucional.com isso acarretou um prejuízo incalculável.entre danosmoral e material.poisteriormente depois da metade da pena que saiu a recomendação do MPF do Rio de Janeiro ,quando entâo foi cumprido a risca dentro do prazo estipulado.que após Mudou a mensâo sonselho;; para ordem.mais nós com mais de 180 mil associados ninguém paga nada pra instituição a instituiçâo veve comrecurso de serviço sociais por eles srecebe doação mais ninguém paga mensalidade ou anuidade.mesmo assim a instituição sobrevevem de cursos livres profissionalizantes,Cãmara especializada de mediação,conciliação a arbitragem,assessoria jurídica entre advogados associados empréstimos sem juros,pra que que deseja coperarpra tal fim,Plano de sAúde associativa.intermediação para emprestimos,plano de assistência técnica oferecento assistencia técnica gratuíta pra quem solicitar o plano.exatamente com esses serviços que hoje subrivivemos,temendo que entre o crea novamente venha denuncia que estamos cobrando algo indevido usando alguém de laranja, porque agentepensa de 1300 sócio que não estava pagando sóumresolveu ir lá paga uma anuídade e levao crea a policia Federal ,isso achamosmuito estranho. mais passou passou.só que o conselho de informática não passa.Meu voo também é não ao conselho de informática.

  15. Bruno Costa disse:

    Apenas os profissionais da área da COMPUTAÇÃO sem curso superior, ou os desconhecedores sobre os benefícios de um conselho como esse são contra o mesmo. Sou bacharel em Ciência da Computação e COMPLETAMENTE a favor da criação de um conselho que regulamente o profissional da Computação.

  16. Eduardo Thomaz de Carvalho disse:

    Ok, farei um curso de História da Arte e me considararei ato para operar uma pessoa porque vi como se faz na internet. =)

  17. Zé da Computação disse:

    Concordo com o amigo dono do blog. Já vi vários tutoriais no google e programei muitas aplicações, nunca precisei de diploma. Inclusive acho que os cursos na área de computação deveriam ser abolidos, pois não contribuem em nada para a sociedade. São apenas um bando de boçais que gostam de ficar na internet e jogando.

    Abraços

  18. silvio disse:

    Sou formado em Sistemas da Informação e à favor da regulamentação da profissão, existe muitos curiosos do google que estão acabando com o desenvolvimento, a pesquisa e extensão da tecnologia no país, é a mesma coisa da pirataria, só exercerá a profissão quem possuir a formação e quanto a capacidade ou não as empresas irão selecionar os melhores que possui a formação, os melhores desenvolvedores são oriundos das universidades e outra advogado precisa da OAB para advogar, médico do CRM, engenheiro do CREA, Administradores, Contador, Professor, pq tecnologia não precisa?

  19. decko disse:

    Cara, só um detalhe. Esse conselho é uma entidade autonoma. É como uma OAB, CRM, CREA e afins. Não é uma coisa do governo q fica sugando dinheiro da galera, ok?! =]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: